Tag Archives: dicas

30 Frases para Inspirar Você a Escrever Melhor

escrita

“Por que desperdiçar uma frase dizendo nada?” – Seth Godin

“Escrever não é usar palavras difíceis pra impressionar. É usar palavras simples de uma forma impressionante.” – Sierra Bailey

“Apenas seja prático.” – Jay Baer

“Leitura fácil é uma escrita muito difícil.” – Nathaniel Hawthorne

“Escreva para que as pessoas possam ouvir, deslizar pelo cérebro e ir direto ao coração.” –Maya Angelou

“Você não pode escrever se não puder relacionar.” – Beck

“O fácil, o tom de conversa da boa escrita vem apenas na 8ª reescrita.” – Paul Graham

“Nada é particularmente difícil se você dividir em trabalhos pequenos.” – Henry Ford

“As vezes as pessoas precisam mais de uma boa história do que comida para se manterem vivas.” – Barry Lopez

“O bloqueio normalmente vem do medo das pessoas julgarem você. Se você imaginar que as palavras estão sendo lidas, você nunca vai escrever uma linha.” – Erica Jong

“Apenas escreva todos os dias da sua vida. Leia intensamente. Depois veja o que acontece. A maioria dos meus amigos que fizeram essa dieta tiveram carreiras muito agradáveis.” –Ray Bradbury

“Se soa como escrita, eu reescrevo.” – Elmore Leonard

“O que é escrito sem esforços geralmente é lido sem prazer.” – Samuel Johnson

“Para evitar as críticas, faça nada, diga nada, seja nada.” – Elbert Hubbard

“Metáforas tem uma forma de guardar a maioria das verdades nos menores espaços.” – Orson Scott Card

“Faça do prospect um compador mais informado com conteúdo.” – Robert Simon

“Para ser espontâneo, crie conteúdo com propósito.” – Russell Sparkman

“Como a maioria, talvez todos os escritores, eu aprendi a escrever escrevendo, e lendo. – Francine Prose

“A pergunta mais persistente e urgente questão da vida é, “O que você está fazendo pelos outros?” – Martin Luther King Jr.

“A única coisa que você realmente precisa saber é onde fica a biblioteca.” – Albert Einstein

“Comece escrevendo, não importa o que. A água não flui enquanto a torneira não está ligada.” –  Louis L’amour

“Escreva bêbado, revise sóbrio.” – Ernest Hemingway

“Eis uma verdade: O livro que realmente vai mudar a sua vida é o livro que você escrever.” –Seth Godin

“Conteúdo deveria pedir para as pessoas fazerem algo e a recompensar por isto.” – Lee Odden

“Você não pode acabar com a sua criatividade. Quando mais você usa, mais você tem.” – Maya Angelou

“Se conteúdo é rei, contexto é ouro.” – Gary Vaynerchuk

“Ou escreva algo que vale a pena ser lido, ou faça algo que vale ser escrito.” – Benjamin Franklin

Texto adaptado do original “30 Quotes That Will Inspire You to Write Better Content“.

Fonte: Vitamina Publicitária.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Dicas, Marketing, Propaganda, Publicidade, Referências

Prós e contras de trabalhar em agência ou ser freelancer.

001

Saiba o melhor e o pior de trabalhar em agências/estúdios, e da vida de freelancer. 

Depois de formado(a), carreira pronta para ser criada, é natural se questionar sobre qual carreira seguir, se é melhor ser funcionário ou se jogar na vida de freelancer. O que vale mais a pena?

Juntamos os prós e contras de cada um, e assim você pode decidir qual melhor caminho para você!

Trabalhar em agência

PRÓS

1.   Você pode aprender muito com colegas de trabalho, cada um possui conhecimentos que vale a pena aprender.

2.   Segurança. Salário garantido todo mês, sem preocupações de como pagar suas contas.

3.   Você passa a ter um maior vínculo social com as pessoas da mesma área que a sua.

4.   Você aprende métodos de organização e gerenciamento. Cada lugar novo, é um método a acrescentar.

CONTRAS:

Fazer o mesmo tipo de projeto, que deixam muitos clientes felizes, podem desestimular sua criatividade.

2.   Você corre o risco de trabalhar com pessoas que não goste, ou não se dê bem.

3.   Fazer apenas parte de um projeto, e não inteiro, pode acabar te frustrando.

4.   Horários. Muitos chefes são intolerantes/exigentes com faltas e atrasos.

Trabalhar como freelancer

PRÓS:

1.   Uma maior liberdade criativa

2.   Irá trabalhar do início até o fim do projeto.

3.   Desenvolverá habilidades além do design, como relacionamento com clientes, administração do dinheiro, cálculo de gastos, etc.

4.   Trabalhar de casa, sem custos extras como transporte.

5.   Maior flexibilidade de horário.

CONTRAS:

1.   Sem benefícios como férias, 13º salário, plano de saúde.

2.   Períodos com menos jobs, que podem deixar qualquer um de “cabelo em pé”.

3.   Muitas vezes finais de semana e feriados valerá como um dia comum de trabalho. Sem descanso.

4.   Disciplina. As vezes é melhor ter horário de começar e parar, pois aquele almoço de 2 ou 3 horas, ou aquele cochilo demorado – entre outros – pode atrapalhar seu rendimento.

Agência ou freelancer, o importante é se esforçar e tirar o máximo de aproveito e aprendizado que cada um pode te dar!

Fonte Des1gn’on.

Deixe um comentário

Filed under Comunicação, Dicas, Propaganda, Publicidade

Como trabalhar como designer depois de se formar

O sucesso acontece quando a oportunidade encontra a preparação. É esse o segredo do sucesso: oportunidade e preparação. Muitos designers pretendem trabalhar em grandes agências desenvolvendo projetos altamente complexos e recebendo uma remuneração bem elevada mas não estão preparados para isso. Agora vamos as minhas dicas de como fazer então para se preparar para entrar no mercado de trabalho do design.

080919_jvallee

Decida em qual mercado específico você pretende atuar

Algo que acreditamos ser altamente importante para evitar que depois de se formar em design você acabe por ir trabalhar em outra área é ter bem definido em qual área específica do design você pretende atuar. O design é uma área que possui muitos ramos e possibilidades e se você não sabe precisamente em qual desses ramos pretende atuar há uma grande chance de você atuar em uma área no design que não te agrade tanto ou, o que é pior, atuar em uma área que não tenha nada a ver com design. É muito comum quando entramos na faculdade nem sequer sabermos muito bem o que é design, quanto mais saber em qual área dentro dele pretendemos trabalhar depois de formado. Porém é importante que você comece desde cedo a procurar obter essa resposta. Isso você irá obter através de pesquisa e também observando a sí mesmo durante o período acadêmico. Procure observar em quais disciplinas  você tem mais facilidade em aprender e executar seus projetos, perceba o que mais te agrada e traz satisfação em realizar. depois que fizer isso ficará mais fácil você decidir qual a área do design em que pretende atuar de forma mais ativa.

find-design-work-588x422

Conheça o mercado

Muito bem, agora que você já que caminho pretende seguir dentro do design agora é a hora de você saber como é o mercado de trabalho nesse ramo do design escolhido por você. Faça uma pesquisa durante todo o seu período acadêmico sobre esse setor em que você pretende trabalhar depois que se formar. Pesquise sites relacionados àquela área, busque saber quais são as empresas que atuam dentro daquele ramo do design e que podem vir a ser possíveis locais de trabalho para você no futuro. Ao pesquisar essas empresas procure observar os projetos produzidos por elas, quem são os profissionais que lá trabalham e qual suas metodologias de trabalho. Muitas das empresas de design tem um meio de contato para encontrar pessoas para trabalharem ou estagiarem com eles, fique atento a isso. Procure saber também qual a faixa salarial atribuída a um designer que trabalhe naquela área, isso é muito importante afinal de contas a remuneração é um dos principais motivos que levam uma pessoa a escolher uma profissão e não outra.

design

 Invista em seu portfólio

Aqui no Design Blog sempre falamos sobre a importância de se ter um portfólio principalmente na web, e com relação a esse assunto não seria diferente, você precisa mostrar para os outros o que você é capaz de fazer como designer. Quando digo para investir no portfólio quero dizer que não basta apenas ter um, é preciso atualiza-lo periodicamente colocando seus trabalhos novos e aprimorando os seus projetos mais antigos. Avalie seu portfólio constantemente e veja se ele está voltado para a área do design que você pretende seguir. Caso você tenha escolhido trabalhar em uma agência específica verifique se seu portfólio está dentro da linha de trabalho daquela empresa, por exemplo, vamos supor que você tem uma grande vontade de trabalhar projetando estampas para móveis mas seu portfólio só apresenta logos. Esse seria um exemplo de um portfólio não condizente com a área em que você deseja atuar, faça seu portfólio ser focado em trabalhos voltados para a área em que você deseja atuar, isso será um grande diferencial na hora de você disputar uma vaga em uma empresa específica. É claro que seu portfólio pode ter outros trabalhos mas procure deixar em destaque aqueles do segmento que são da sua preferência.

design-job

Invista na capacitação

Alguns segmentos do design exigem uma capacitação extra que normalmente só costumamos ver de forma superficial na faculdade ou as vezes nem vemos. Durante sua vida acadêmica procure também investir em cursos extra curriculares que sejam voltados para a sua área de escolha. Por exemplo, vamos supor que você deseja trabalhar como designer gráfico em uma empresa que faz animações em 3D mas você está em uma faculdade que ensina o design de uma forma geral, considere nesse caso fazer um curso de computação gráfica ou até mesmo de programação para já se familiarizar com a atividade que você escolheu para atuar. Não espere para fazer isso depois de formado pois fará com que você demore mais ainda para ingressar no mercado de trabalho e pode acabar lhe causando desânimo e consequentemente lhe levar a trabalhar em outra área. Bom espero que essas dicas ajudem de alguma forma, vale lembrar que são apenas idéias para ajudar a conseguir trabalhar como designer após formado mas isso por si só não garante 100% que você irá trabalhar na maior agência de design e vai ganhar milhões, isso dependerá muito de seu empenho e principalmente da qualidade de seu serviço. Fonte: http://design.blog.br

E você? Quer acrescentar alguma dica? Ou quer simplesmente comentar o artigo? Fica a vontade a sua opinião é bem vinda.

Deixe um comentário

Filed under Comunicação, Design, Dicas, Referências